12/11/08

Adoção Internacional na Itália

*** Desenho por GiGhiggi ***

Uma pequena contribuição para a Blogagem Coletiva sobre Adoção!

Vou repassar alguns dados da adoção Internacional aqui na Itália, visto que a quantidade de crianças brasileiras è bem significativa.Os dados apresentados, foram retirados do Rapporto da Commissioni per le Adozione Internazionale, referente ao período de 1 de janeiro a 30 de junho de 2008.
Nos primeiros 6 meses deste ano, foram 21.671 crianças adotadas por casais italianos no exterior.

A proveniência das crianças (Países em destaque):
Ucrânia (14,5%),
Colômbia (11,1%),
Brasil - FEM 67 - MAS 86 : (9,3%),
Vietnã (8,5%),
Etiópia(8,1%),
Polônia (7,4%),
F. Russa (6,5%),
Camboja (5,5%) e
Índia (4,3%).

Os requisitos para a Adoção Internacional na Itália, são os mesmo utilizados para adoção nacional, previsto no art.6 da Lei 184/83 (modificada da Lei 149/2001) .
A Adoção è permitida para casais com pelo menos 3 anos de matrimônio (o período de convivência pode ser contato, caso o casal tenha menos de 3 anos).

"L’adozione è permessa ai coniugi uniti in matrimonio da almeno tre anni, o che raggiungano tale periodo sommando alla durata del matrimonio il periodo di convivenza prematrimoniale, e tra i quali non sussista separazione personale neppure di fatto e che siano idonei ad educare, istruire ed in grado di mantenere i minori che intendano adottare."


A diferença mínima de idade deve ser de 18 anos, e a máxima è de 45 para um membro do casal e 55 para o outro. Essa Lei italiana, dificulta um pouco, pois na maioria dos países estrangeiros da preferência a casais jovens.

Claro que são só algumas indicações… no Site da “COMMISSIONE PER LE ADOZIONI INTERNAZIONALE” è possível observar todos os dados e a "La Strada dell'adozione":
1ª TAPPA : La dichiarazione di disponibilità
2ª TAPPA: L'indagine dei servizi territoriali
3ª TAPPA: Il decreto di idoneità
4ª TAPPA: Inizia la ricerca
5ª TAPPA: L' "incontro" all'estero
6ª TAPPA: Il rientro in Italia
7ª TAPPA: La conclusione

4 commenti:

Paulo R Diesel ha detto...

Dados interessantes Gi.
Não pensei que o número de adoções fosse tão alto.

Beijo.

Georgia ha detto...

Gi, fazendo as minhas pesquisas para a blogagem, descobri que sao 18 mil italianos querendo adotar criancas brasileiras.

Obrigada pela participacao.
Buon Giorno cara mia, rs!!!

Abracos

Cris ha detto...

Gi

Muito interessante esse post, eu pensava que a diferença de idade era no maximo 40 anos, e agora vi que sao 45 anos.

Temos a intençao de adotar uma criança, mas ainda nao temos 03 anos de matrimonio.

Um beijo grande

Fábio Mayer ha detto...

Antes de mais nada, desculpe por não ter visitado você antes, faz tempo que não apareço aqui.

É falta de tempo, porque eu adoro conhecer um pouquinho da Itália aqui pelo seu blog.

Quanto a adoção, eu acho muito legal quando estrangeiros vêm ao Brasil e enfrentam o caótico judiciário brasileiro na tentativa de adotar uma criança. Os que vêm de boa-fé e aceitam a demora de nosso sistema legal, e querem levar ao seu convívio crianças para dar-hes amor e carinho não deveriam ser considerados estrangeiros, mas brasileiros... também por adoção!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...